Cobertura

Exercícios físicos para fazer em casa durante isolamento do coronavírus

Professores de Educação Física do Impulsiona enviam sugestões de atividades para alunos e pais fazerem em casa e cuidarem do corpo e da mente

O Brasil vem tomando diversas medidas para combater o avanço do coronavírus. Uma das principais é o isolamento social. Milhões de famílias estão dentro de casa o dia todo, cuidando de si e dos outros. Nesse momento, é super importante manter o corpo ativo, para preservar a saúde física e mental. Veja no gráfico abaixo como a busca no Google por “exercícios em casa” aumentou nas últimas semanas.

Para ajudar as famílias brasileiras, o Impulsiona convocou professores de Educação Física a mandarem ideias de atividades físicas simples e seguras de serem feitas em casa, por alunos de diferentes idades e seus responsáveis. Os exercícios ajudam a liberar o estresse e fortalecer o sistema imunológico.

Confira abaixo algumas dessas sugestões! Se você quiser contribuir, basta mandar seu vídeo para o WhatsApp (21) 99668-4109 ou para o email contato@impulsiona.org.br. Lembre-se de informar seu nome completo, cidade e estado.

Vamos manter o corpo em movimento e vencer juntos essa batalha!

Marcelo Rizzon – Caxias do Sul (RS)

Olha a criatividade do professor Marcelo com seu filho de quatro anos. Ao som de Missão Impossível, o pequeno venceu todos os obstáculos e deu uma aula de movimento para o Tom Cruise! Marcelo explica que “quando nos exercitamos, ocorre uma produção de substâncias que nos dá a sensação de bem estar. Nesse momento difícil que estamos passando, precisamos nos ocupar com atividades prazerosas, pois só assim manteremos mente e corpo saudáveis.”

 

Luiz Junior – Rio de Janeiro (RJ)

O professor Luiz Junior sabe que, seja na escola ou em casa, é essencial aquecer e alongar o corpo antes de praticar atividades físicas. Pensando nisso, ele gravou um vídeo mostrando diversas formas de alongamento para os alunos. Dá para fazer na sala, no quarto, na garagem, até na cozinha! Então dê play no vídeo e estique o corpo junto com o Luiz! Valeu, professor!

Juliano Pinheiro – Balneário Camboriú (SC)

Haja criatividade! Veja só o que o Juliano aprontou com seu filho. Usando copos descartáveis, fita e um carrinho (que pode ser substituído por uma bola), o professor trabalha a coordenação motora e a precisão do filho. “Acredito na importância de nos reinventar nesse momento de isolamento. Sabendo que a metragem do nosso lar é muito maior que a metragem de um leito de hospital na guerra contra esse vírus”, desabafa ele.

Vale a pena assistir ao vídeo até o final e comemorar com essa dupla!!

 

Auxiliadora Francisca – São Paulo (SP)

Ela honra o nome que tem para ajudar as famílias brasileiras! Auxiliadora sugere uma atividade que faz sucesso com as suas sobrinhas: o labirinto de Moçambique. A brincadeira de encontrar a bolinha pode ser substituída por pedra, papel e tesoura, explica a professora. E se houver espaço na casa, pode-se utilizar o corpo para andar sobre as linhas demarcadas.

Auxiliadora manda uma mensagem aos colegas: “o ser humano nasceu para se movimentar. Ficamos felizes ao realizar o movimento e assim mantemos o equilíbrio corpo e mente!”

 

Carmeleide dos Santos – Serra Talhada (PE)

A professora Carmeleide precisa inovar para gastar a energia da sua filhinha de três anos! Veja nas fotos abaixo duas brincadeiras que ela criou. A segunda merece explicação: Carmeleide arremessa a boneca para o alto, e a filha precisa imitar com o próprio corpo a forma com que ela cai no chão!

A mensagem da professora é de motivação para quem tem dificuldades de ficar em casa. “Para mim, isolamento mesmo é o que os doentes graves estão vivendo. Eu estou em casa ao lado das pessoas que amo.”

 

Vanessa Urbieta – Rio de Janeiro (RJ)

A professora Vanessa gravou esse vídeo com três exercícios pensando nos alunos dela, na Escola Municipal Alexandre Farah. Mas serve para muitos jovens e adultos brasileiros isolados dentro de casa, né? Valeu pela força, Vanessa!

Diego Felipe – Guarulhos (SP)

O professor Diego tem uma aluna muito especial: sua filha! Ele resolveu contribuir com o projeto enviando um vídeo sobre dança dentro de casa. Pode ter videogame ou usar vídeos do YouTube. Perguntamos para ele o porquê dos exercícios. A resposta: “Simples! Para que possamos queimar uma grande quantidade de energia e evitarmos ganhar mais “alguns quilinhos”, para o aumento do nosso sistema imunológico e também para mantermos a nossa mente ocupada, de tal maneira que sentimentos como angústia, ansiedade e até mesmo uma possível depressão fiquem longe de nós.”

 

Professora Greiciele – Restinga Seca (RS)

Greice, além de professora de Educação Física, trabalha no projeto Bola pra Frente. Durante o isolamento, todos os dias ela manda um novo desafio por WhatsApp para o grupo. E a energia está lá em cima! “Todo o apoio para essa gurizada que está em casa, para se exercitarem, cuidarem da saúde e trabalhar a mente. Vai dar tudo certo!! 🙏🏾🙏🏾”.

Ah, atenção para o último vídeo: fazer faxina também conta como exercício e ainda ensina a criançada a cuidar de casa!!

Ivanda Gomes – São Paulo (SP)

A professora Ivanda preparou um vídeo com ideias de alongamento. E olha que legal: os movimentos também podem ser feitos por idosos!! Ela deixa uma saudação para os colegas da Educação Física: “galera, nós que adoramos o exercício da profissão, literalmente, bora colocar energia pra exercitar o corpo e o astral! Levanta, sacode, dança, canta, cria e se alegra!!”

 

Carlos Roberto Santos – Itapipoca (CE)

Veja que gracinha o filho do professor Carlos se exercitando no circuito que ele montou. Tudo com materiais simples e bem fácil de fazer, mesmo que na sala da casa. Ele deixa uma mensagem de otimismo: “irmãos, sigamos firmes com muita força e determinação em nossas nossas casas, aproveitando cada momento com nossa família (brincando, conversando, assistindo a TV e principalmente se exercitando). Pois tudo isso será passageiro e tudo depende de nós (nenhum a menos).”

 

 

Karen Estrela – João Pinheiro (MG)

A professora Karen não vai dar descanso para os alunos! “Vou lançar desafios semanais. Essa semana foi pular corda. Na semana que vem, amarelinha africana. A ideia é que os pais brinquem junto”, explica ela. Veja abaixo parte da mensagem que Karen envia no grupo de WhatsApp dos responsáveis:

“#O desafio de hoje de Educação Física é super fácil! Os alunos juntamente com seus pais e/ou irmãos deverão fazer 3 séries com 10 repetições de PULA CORDA. Isso mesmo!! Quando pulamos cordas, trabalhamos a resistência, coordenação, psicomotricidade, equilíbrio e flexibilidade … enfim, É DIVERSÃO PURA!! Conto com vocês!!”

Karen pede que os pais mandem vídeos e fotos dos alunos cumprindo os desafios, para manter o controle sobre quem está participando das atividades e tirar eventuais dúvidas.

Marco Aurélio – Petrópolis (RJ)

O professor Marco, do Colégio Estadual Cardoso Fontes, traz uma ideia que mistura Educação Física e Artes! Ele ensina a construir um pião com sucata e material reciclável. E depois mostra alguns jogos para fazer com ele. “Espero contribuir com um pouco de alegria neste momento tão delicado pra todos nós”, deseja ele. Com certeza contribuiu!

Jorge Henrique – Nova Iguaçu (RJ)

O professor Jorge já abre a conversa “mandando a real”: “nosso corpo não foi feito para ficar parado. Muito pelo contrário. Devemos andar, pular, correr, agachar…entre outras ações comuns e naturais ao ser humano, e não apenas movimentar as pontas dos dedos deslizando-os sobre a tela.”

Junto com colegas professores do Colégio Ouro Preto (Jorge, Wesley e Camila) eles prepararam o material abaixo. Quase 24 minutos para seguir e se exercitar em casa.

Pedro Vasconcellos – São Bernardo do Campo (SP)

O professor Pedro é mais um a contribuir com uma sugestão de exercício físico em casa. Ele sugere também que os professores busquem outras ideias no YouTube. “Quem é bom com palavras, escreva algo. Quem canta bem, uma música. És mestre no fogão, um doce ou bolo experimental, na verdade, o produto final, pouco importa. O que importa é o amor é a atenção que a gente bota dentro de cada coisinha que damos a quem amamos”, diz ele sobre o período de isolamento social.

Sandra Sorpreso – São Paulo (SP)

Nada de deixar a peteca cair! Essa é a mensagem da professora Sandra. Ela fez o exercício abaixo com os seus alunos de badminton, do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. “É através do movimento que nos expressamos. Nos mantendo ativos nos sentiremos mais aptos e vivos para enfrentar os desafios.”

Maria Elieigila – Itapipoca (CE)

A professora Maria montou um circuito funcional em casa para manter o filho ativo e saudável. Tudo feito com material reciclável. Ela recomenda ao menos três repetições por dia!

 

Odair José – Elói Mendes (MG)

O treinamento do professor Odair é ótimo para alunos do Ensino Médio! “Atividade física é essencial para termos um controle emocional neste momento difícil. Além de proporcionar qualidade de vida e ocupar o tempo ocioso com a quarentena. Vamos nos preparar para dias melhores que estão por vir em breve”, conta ele. Veja abaixo as sugestões bem explicadas e de fácil entendimento.

 

Vanilson Batista – Imbituba (SC)

Vanilson (@vblemes) é professor de Educação Física e Mestre em Ciências do Movimento Humano. Ele preparou uma aula de ginástica bem simples e que pode ser realizada em casa por adolescentes e adultos, sem equipamento especial. “Ao mantermos nosso corpo em movimento, estamos desenvolvendo habilidades motoras integradas às capacidades cognitivas, melhorando o funcionamento de todas as funções fisiológicas e mentais”, explica ele.

 

Fredson Ricardo – Codó (MA)

Olha que legal. O professor Fredson montou um circuito pensando na esposa e na filha. Eles se exercitam juntos nas segundas, quartas e sextas, durante o período de isolamento social. Recado do professor para todos: “fique em casa e lava bem as mãos com água e sabão ou álcool em gel. Juntos venceremos este vírus!”

Adriana Pinto – Rio de Janeiro (RJ)

A professora Adriana teve uma participação especial no vídeo dela: o seu cachorro! Ela gravou exercícios de condicionamento físico. “O corpo forte e feliz levará sua mente a ter um raciocínio coerente com a situação. Vamos lá. Coloque uma música, dance e cante. Faça palavras cruzadas. Leia aquele livro que está guardado. Ficar parado NÃO DÁ!”

 

Arssuele José – Hortolândia (SP)

Você conhece o Tchoukball? Se não conhecer, aproveite para jogar no Google e fazer alguns movimentos nessa aula do professor Arssuele com seu filho! Dá para fazer em qualquer cômodo da casa. Mas é melhor afastar objetos que possam quebrar ;P

 

Flávio Costa – São Paulo (SP)

O professor Flávio gravou com seu filho, também futuro professor de Educação Física, um vídeo mostrando como movimentar o corpo usando qualquer tipo de bola. Sobre o momento, Flávio traz uma reflexão. “Nós não somos um povo acostumado a ficar em casa sem um beijo, abraço, cumprimentar… o simples fato de ficar preso em casa mexe com a saúde mental. Parado, sem se movimentar, você vai ganhar peso, se alimentar mal, ficar estressado.. vamos cuidar da saúde física e mental.”

 

Cleber do Nascimento – Marataizes (ES)

O professor Cleber mandou uma série de exercícios que exigem pouquíssimo espaço para serem realizados. Que tal tentar em casa? Ele manda uma mensagem de esperança: “aproveite a família, divirta-se com ela e, logo, logo, tudo isso vai passar e vai voltar ao normal!!”.

Carlos André – Lagoa Nova (RN)

O Carlos está terminando a faculdade de Educação Física, mas já se adiantou e mandou uma sugestão para nós. “Meu filho e eu desenvolvemos uma partida com o tênis de mesa adaptado, utilizamos dois cones (pode ser garrafa PET), fita (corda), bolinha de desodorante roll on. As raquetes podem ser adaptadas com o que temos”, explica ele.

Bruno Ferreira – Cuitegi (PB)

O professor Bruno sugere para esse período de isolamento a construção de uma peteca caseira. Ele conta que brincadeiras lúdicas trazem “uma paz interior, que nos faz ver a vida com outro olhar, não só esse de susto, agonia e estresse por conta da pandemia.”

Alline Morais – Resende Costa (MG)

A professora Alline tem usado as redes sociais para dar sugestões de atividades físicas aos alunos e colegas. Veja no seu Instagram algumas dessas ideias!

Gabriela Pego – Coronel Murta (MG)

A professora Gabriela mandou um vídeo do circuito que ela organizou na Escola Municipal Rossana Ferreira Murta. Ela diz que, usando a imaginação, dá para montar algo bem parecido dentro de casa. “Vale a pena ocupar o tempo e gastar energia com coisas que nos façam bem, como qualquer atividade física que nos mantenham sempre em movimento”, completa Gabriela.

 

Gessivan Rodrigues – Areia Branca (RN)

O Gessivan também participou da convocação do Impulsiona. E ele foi simples e direto: “é importante que possamos nos manter ativos nesse momento de distanciamento social, pois a prática de atividade física ou esporte contribuem com a nossa qualidade de vida, ajudando a nos mantermos saudáveis durante esse período.”

 

 

Fábio Henrique – Rio de Janeiro (RJ)

O professor Fábio ensina nas redes municipal e estadual do Rio. Nesse período de isolamento, ele está dando aulas para a filhinha Maria, de quatro anos. Veja como em um espaço pequeno da casa, Fábio foi capaz de divertir a pequena!

 

 

Jorge Antônio – Itapitanga (BA)

O professor Jorge enviou um vídeo do circuito que ele costuma fazer com seus alunos pequenos. Dá para montar algo semelhante dentro de casa, e botar a garotada para se exercitar como a Júlia do vídeo! Muitas das atividades poderão ser realizadas com materiais reciclados e adaptados para residência. Como por exemplo: garrafas pets, caixa de sapatos, cordas. Embalagens diversas para obstáculos, como de margarina, por exemplo. A mensagem de Jorge para o pessoal: “Que Deus possa nos abençoar nesses dias difíceis mas que nos promovem a compreensão das tomadas de decisões em nossas vidas e dos nossos semelhantes! Muita calma nessa hora e #ficaemcasa!”

 

 

Leandro Garcia – Jaú (SP)

O professor Leandro traz uma atividade super diferente! É a prática corporal do treinamento perfumado, uma ginástica de conscientização corporal chinesa, com movimentos lentos e suaves. Ele explica que “nosso corpo e mente são princípios indissociáveis de nossa constituição como seres humanos. Sendo assim, a introspecção ocasionada pelos momentos de isolamento torna essencial a manutenção de nossa saúde em uma perspectiva abrangente.”

 

Paloma Padilha – Lages (SC)

Olha que legal o que a professora Paloma fez. Ela organizou uma agenda para as famílias em isolamento planejarem dia a dia quais atividades irão fazer em casa. “Devemos achar o maior número de estratégias para tornar esse momento mais ameno. E a atividade física é uma destas, pois além de divertir e fazer bem ao corpo, ainda pode unir mais as famílias.”

 

Aracelle Martins – Várzea da Palma (MG)

Para manter o filho ativo em casa, Aracelle fez um verdadeiro teste de goleiro! Com bolinhas de plástico, dá para treinar agilidade e precisão. “Aproveite o momento para refletir o quanto a vida é importante!”, sugere ela.

Alexandre Santana – Rio de Janeiro (RJ)

O professor Alexandre recomenda a atividade abaixo para crianças de até 5 anos. E ele deixa uma mensagem aos colegas professores: “faça um roteiro do seu dia estipulando horários para trabalhar home-office, para ler e estudar, para o lazer, para brincar com seu filho e conversar com seu cônjuge (se tiver), alimentar-se bem, ligar para familiares e amigos e para cuidar do seu corpo e mente. Tudo isso vai passar e sairemos fortalecidos após essa quarentena. Fiquem bem.🙌🏻🙏🏻”

 

 

Silvia Miron – São Carlos (SP)

Silvia é professora do SESI há 23 anos e da prefeitura municipal há 24 anos. Uma das atividades que ela recomenda para a família fazer em casa são os abdominais. Veja abaixo algumas formas simples. Ela ressalta que “não podemos pausar nossa rotina de atividade física. Precisamos também dormir bem e termos uma alimentação saudável e balanceada.”

 

 

Sandra Lopes – Rio de Janeiro (RJ)

Sandra pratica muito a Yogaterapia, e conta que essa modalidade ajuda a fortalecer o sistema imunológico.

Lucio Coraiola – Curitiba (PR)

O professor Lucio recomenda uma brincadeira bem brasileira para esse momento de isolamento: a altinha! Para iniciantes, ele sugere uma bexiga de ar. Sobre o momento, Lucio afirma: “temos a responsabilidade social de nos mantermos em casa, mas isso não precisa ser uma tortura, vamos tornar este momento uma oportunidade de relaxar e aproveitar com a família.”

 

 

Vania Lima – Registro (SP)

A professora Vania está enviando vídeos para seus alunos se manterem ativos. Um deles é um circuito bem simples, mas que todo mundo fica suado no final! “A dica que eu deixo é: mesmo estando em isolamento, é possível fazer muita coisa, coloque aquela música que você mais gosta, relembre aquele ritmo que você dançava, vale tudo!! Só não vale deixar para amanhã, comece hoje😉”, recomenda ela.

 

Juliana, Pedro e Cristal – Rio de Janeiro (RJ)

A professora Juliana montou uma brincadeira super tradicional com o filho Pedro e o cachorro Cristal: a bola de meia! Clássico e divertido. Veja no vídeo abaixo.

 

 

Adriana Mathias – Rio de Janeiro (RJ)

A professora Adriana recomenda que as famílias façam atividades de coordenação motora e ritmo com os filhos pequenos durante a quarentena. “O momento de isolamento vai passar e precisamos estar fortes para voltarmos com mais energia pra rotina de trabalho”, diz ela.

 

Aos poucos, vamos atualizando essa página com mais sugestões de aulas! E lembre-se: sempre que puder, FIQUE EM CASA!! Vamos vencer essa batalha juntos e com muito movimento!

BNCC na Prática: do currículo à sala de aula

Deixe seu comentário

5 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Avatar Silvio Cezar Gonçalves disse:

    Galera muito criativa para a nosso realidade.

  2. Avatar Tadeu Corrêa disse:

    Parabéns. Parabéns Diego, gostei de ver.

  3. Avatar PAOLLA ABRANCHES WERNECK DOS SANTOS ALVARENGA disse:

    Excelentes estratégias! Amei! Contribuem muito neste momento tão delicados que estamos vivendo! Vou já enviar também minha contribuição!