Cobertura

Professor de Educação Física debate temas sociais durante quarentena

Além de incentivar atividades físicas a distância, Fernando Gaspar utiliza PDFs do Impulsiona para discutir assuntos sociais com os adolescentes

Fernando Gaspar dá aulas de Educação Física na cidade de Campo Limpo Paulista há mais de 25 anos. Apaixonado por colocar os alunos na quadra para se exercitarem, o professor enfrenta desde março o desafio do ensino a distância. Além dos vídeos com atividades físicas, Fernando encontrou uma boa solução com os anos finais do Fundamental e o Ensino Médio: debater, através do esporte, temas sociais relevantes.

Quem pensa que esse processo aconteceu de forma natural está enganado. O primeiro desafio foi a questão da tecnologia. “Tenho que usar o notebook da esposa, limpar meu celular todo dia porque a memória não dá conta e aumentar o plano da internet”, conta ele. Até o filho mais novo, de 10 anos, entrou na jogada (veja o vídeo abaixo). “O caçula me cobra cinco reais para ajudar com a gravação e edição dos vídeos”, conta Fernando aos risos.

Para as atividades práticas, o professor precisou entender quais os materiais mais populares nas casas dos alunos. Se nem todos tinham bambolês, sacos de 1kg de alimentos ajudaram com treinamentos funcionais. “Teve mãe contando que sempre encontrava feijão no armário do filho.”

Segundo Fernando, o Ensino Médio é um desafio à parte. Enquanto na escola eles são extremamente competitivos (“como leões’, segundo ele), em casa é mais difícil convencê-los a se exercitarem. Nesse momento, surgiu a ideia de debater temas sociais relevantes usando o esporte como inspiração. Fernando encontrou algumas sugestões nos PDFs do Impulsiona  e passou a aplicá-las com os alunos mais velhos.

“Tem alguns macetes”, conta ele. Um deles é pedir para cada aluno ler um trecho do material compartilhado na tela. Assim, todos precisam estar atentos, pois podem ser chamados para participar a qualquer momento.

Com o material Esporte não é coisa de menina?, Fernando conversou sobre o machismo no esporte usando o exemplo do futebol feminino e de grandes atletas como Formiga e Marta. “Eu lanço o tema, começo com algumas perguntas e deixo eles discutirem e pensarem por conta própria”, explica.

Durante a pandemia, com o boom das compras online, o professor também aproveitou o PDF sobre Consumo Consciente. “Principalmente com a escola particular, conversamos sobre a cadeia produtiva e os custos de ter sempre um tênis de marca novo ou o celular do ano”.

Outro material que fez muito sucesso foi sobre Doping. “Tenho um aluno do Ensino Médio que quer ser fisiculturista e personal trainer. Foi interessante debater esse tema com exemplos reais”.

O professor Fernando também usou conteúdos sobre fair play, sedentarismo e aquecimento. Ele conta que essas discussões sociais ampliaram o repertório dele e dos alunos, ajudando todos a “sair da caixa”.

Quando as aulas voltarem ao normal, Fernando pretende continuar usando esses conteúdos, mas sabe bem o valor da educação presencial. “Toda aula eu falo para eles: tenho tanta saudade de vocês que sinto falta até de dar bronca na quadra e gritar para não chutar a bola de vôlei!”, brinca o professor. Tomara que Fernando e seus alunos voltem a se encontrar logo, com muita saúde e atividade física.

E você, conversou sobre algum assunto social com seus alunos durante a pandemia? Comente abaixo!

Deixe um comentário

avatar
  Inscrever-se  
Notificação