Cobertura

5 dicas para desenvolver o protagonismo juvenil em sua escola

Em uma escola, a ideia do protagonista está muito ligada a colocar o aluno no centro de todas as etapas do processo educativo

Você já parou para pensar que todo filme, novela ou seriado tem um protagonista? É aquele personagem que está no centro de toda a história, quem rege o enredo e, consequentemente, quem chama mais a atenção do público. A ideia de protagonismo não se restringe apenas a produções audiovisuais ou cênicas. É um conceito já muito utilizado na educação. Em uma escola, a ideia do protagonista está muito ligada a colocar o aluno no centro de todas as etapas do processo educativo, permitindo que ele tenha um papel ativo. É a isso que chamamos de protagonismo juvenil.

Para que o aluno tenha esse papel ativo, é necessário que a escola esteja aberta para formar grupos e dar espaço para debates. Quer saber mais? Aqui, reunimos 5 dicas para desenvolver o protagonismo juvenil em sua escola.

1. Deixe o aluno à vontade
Os jovens precisam se sentir à vontade para dar suas opiniões e participarem de decisões dentro e fora da escola. Para isso, é importante que os educadores criem ambientes confortáveis e confiáveis para abrirem espaços de diálogos.

2. Não coloque muitas regras
É importante que os alunos se sintam com voz perante as decisões dentro da escola. Por isso, impor muitas regras pode deixá-los pouco à vontade. Crie um ambiente em que o aluno consiga opinar em cada decisão e onde as regras sejam pensadas em conjunto.

3. Faça com que o aluno levante seus problemas e necessidades e tome a iniciativa
O protagonismo juvenil permite que o aluno consiga agir perante alguns problemas na escola e na comunidade escolar como um todo. Por isso, é importante que ele mesmo perceba os problemas ao redor e ajude a pensar em possíveis soluções.

4. Marque reuniões com frequência
Não deixe que os alunos percam o ritmo! Forme grupos de trabalho, faça com que eles planejam suas ações e tracem um cronograma. Dar a responsabilidade da ação aos alunos é uma ótima estratégia para garantir o protagonismo juvenil.

5. Apoio do educador é essencial
Por mais que o aluno seja o centro das ações, uma ajuda do educador é fundamental para que todos sejam levados a sério pela escola e consigam melhores resultados. O trabalho em equipe e a relação amigável entre professor e aluno são dois itens importantes para um projeto de protagonismo juvenil.

Com estas dicas, desenvolver o protagonismo juvenil na sua escola fica simples. O mais importante é não deixar de estudar novas possibilidades de fazer a diferença na vida dos seus alunos. Está preparado? Fique de olho nas dicas e sugestões do Impulsiona Educação Esportiva!

13
Deixe um comentário

avatar
12 Todas os comentários
1 Todas as respostas
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Resposta com mais engajamento
  Inscrever-se  
Mais novos Mais antigos Mais votados
Notificação
Marizete pereira da Silva
Visitante
Marizete pereira da Silva

Trabalho em escola integral
Com alunos protahonistas e gostei das definicoes de protagonismo.

Udceia
Visitante
Udceia

Gostei muito e gostaria de receber dicas para melhor trabalhar com meus alunos.

Impulsiona
Admin
Impulsiona

Que bom, Udceia! Já viu nosso curso da BNCC? Pode ajudar! https://impulsiona.org.br/bncc-na-pratica/

MAGALI FERREIRA DOMINGUES GOMES DA CONCEICAO
Visitante
MAGALI FERREIRA DOMINGUES GOMES DA CONCEICAO

Gostei bastante do conteúdo e das dicas, sou professora de química da rede estadual e gostaria de receber idéias para promover o protagonismo na escola onde trabalho. Desde já agradeço.

Jader Cunha
Visitante
Jader Cunha

Tenho observado muitas vezes q o aluno tem se colocado fora do processo em q ela deve ser o protagonista da sua própria vida…em algumas situações percebemos q diante de momentos em q eles precisem assumir suas responsabilidades eles saem de cena e a partir daí são os pais q tomam a frente. Questões como assumir seus estudos, seu comprometimento e responsabilidade parecem ser transferidos à escola e aos professores.
Como conscientizá-los do seu papel principal na sua própria vida?

Soraia Lima cavalcante
Visitante
Soraia Lima cavalcante

Muito bom gostei desse pensamento

Saulo Carvalho Silva
Visitante
Saulo Carvalho Silva

Isto me deixa convicto que a minha prática pedagógica está no caminho adequado.

ROBERTO FACCHINELLO
Visitante
ROBERTO FACCHINELLO

Excelente Idéia, temos que tornar o aluno como parte colaborativa no processo de ensino-aprendizagem.

Cláudio Luiz Teixeira
Visitante
Cláudio Luiz Teixeira

Sou totalmente a favor. O aluno com sua experiência infantil tem muito a nós ensinar e colaborar na criação de novas regras de convivência. Tirar um pouco a responsabilidade do professor e dividir com os alunos, que tem experiências de vida cada um no seu mundo e essa troca de idéias e gratificante. Altruísmo.

Maria Rosany Damascena e Siva
Visitante
Maria Rosany Damascena e Siva

Muito bom. Vou colocar em prática.

Elisabete
Visitante
Elisabete

Sou educadora e trabalho bastante o.protagonismo juvenil , gostei muito das dicas, e gostaria de receber ideias para trabalhar nas aulas de filosofia.. obrigada

Vanessa
Visitante
Vanessa

Sou de acordo a este tipo de ação…

Emerson
Visitante
Emerson

Muito pertinente, vamos sim colocar em prática em minha unidade escolar.