Cobertura

Professora de Educação Física reaproveita bastões ‘’bate-bate’’ nas aulas de esgrima

Distribuídos para os torcedores nas competições de Vôlei, Denise, de Maringá, aproveitou os bastões para substituir os sabres utilizados na esgrima

A criatividade costuma ser uma das características marcantes dos professores de Educação Física, que estão sempre em busca de soluções para ensinar esportes diferentes.

O caso da Denise Pirolo, de Maringá, no Paraná, não é diferente. A professora de Educação Física do CECM Tomaz Edison de Andrade Vieira viu nos bastões ‘’bate-bate’’, aqueles distribuídos para os torcedores em jogos profissionais de vôlei, a oportunidade perfeita para trabalhar a esgrima com seus alunos do 7ª e do 8ª ano do Ensino Fundamental II.

‘’Notei que grande parte do material promocional distribuído nas partidas desses eventos eram descartados. Depois de levar uma cutucada com o “bate-bate”, decidi recolher o máximo durante cada partida. A partir daí, relacionar a cutucada com aulas de esgrima foi automático’’, brinca Denise. 

A professora também contou que muitos alunos não sabiam do que se tratava a esgrima. ‘’Essa foi a oportunidade perfeita para introduzir a prática. Também foi pedagogicamente oportuno para incentivar a aprendizagem sobre a origem do ímpeto de lutar (concorrer, competir) na humanidade. E desmistificar que não se trata da natureza humana, e sim de um comportamento adquirido’’, relatou. 

De modo geral, a esgrima foi ensinada em cerca de cinco aulas práticas e duas teóricas. Segundo Denise, o material sobre esgrima disponibilizado pelo Impulsiona contribuiu significativamente para a elaboração dos materiais teóricos compartilhados com os alunos.  

A esgrima é uma excelente oportunidade de engajar a turma. Isso porque, para muitos deles, esse esporte é uma grande novidade e desperta a curiosidade de praticá-lo. Contudo, ‘’diante do patamar físico e mental dos alunos, é necessário que o material utilizado esteja adaptado para proporcionar tais condições. Quanto mais dinâmico melhor’’, conclui Denise.

Foto: arquivo pessoal da professora

Quer fazer que nem a professora Denise e levar a esgrima para a sua escola? Acesse o conteúdo do Impulsiona, é só clicar AQUI.

6
Deixe um comentário

avatar
2 Todas os comentários
4 Todas as respostas
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Resposta com mais engajamento
  Inscrever-se  
Mais novos Mais antigos Mais votados
Notificação
Daiane Tavares Borck
Visitante
Daiane Tavares Borck

Que show! Não conhecia esse material (bate-bate). Quando trabalhei lutas com os anos iniciais, usei os espaguetes de piscina. Deu muito certo também.

Denise Pirolo
Visitante
Denise Pirolo

Foi uma experiência interessante, pois os alunos se divertiram com o dinamismo que, a sua vez, o “bate-bate” foi capaz de oferecer à esgrima esportivizada. Foi possível executar as regras adaptadas durante os treinamentos, sem provocar lesões, exigindo o máximo na execução técnica, realizando rodízio, para a aprendizagem de cada um dos fundamentos básicos: En guarda, deslocamentos (avanço e recuo), ataque (estocada), defesa (parada), combate simulado e combate propriamente dito. Pena que o tempo de aula estava limitado em 2x por semana, senão poderíamos ter avançado mais nos educativos de simulação de combate e combate propriamente dito, assim como outras… Read more »

Denise Pirolo
Membro
Denise Pirolo

Taí uma boa ideia também!

Denise Pirolo
Membro
Denise Pirolo

Espero que tenha tido uma experiência interessante tanto quanto tive. Os alunos se divertiram com o dinamismo que, a sua vez, o “bate-bate” foi capaz de oferecer à esgrima esportivizada. Foi possível executar as regras adaptadas durante os treinamentos, sem provocar lesões, exigindo o máximo na execução técnica, realizando rodízio, para a aprendizagem de cada um dos fundamentos básicos: En guarda, deslocamentos (avanço e recuo), ataque (estocada), defesa (parada), combate simulado e combate propriamente dito. Pena que o tempo de aula estava limitado em 2x por semana, senão poderíamos ter avançado mais nos educativos de simulação de combate e combate… Read more »

Maria Ivanda Gomes de Sousa
Visitante
Maria Ivanda Gomes de Sousa

Profa Denise, parabéns! Bem assim mesmo, ficamos aguçando o nosso olhar para implementar as nossas aulas. Não é ser só professora é principalmente ser transformadora.

Denise Pirolo
Membro
Denise Pirolo

Obrigada! A transformação no psiquismo foi o carro chefe, neste caso. Os alunos, ao realizarem o rodízio, enquanto aprendiam regras e técnicas básicas, puderam demonstrar e comprovar para si mesmos, a importância de manterem-se “atentos”, de forma “seletiva” e “focada”. A cada educativo, regulavam o “autocontrole” (disciplina) sobre a estratégia de combate taticamente desenvolvida. Nas discussões teóricas, cada qual, ao seu modo, externou o patamar de conhecimento adquirido, demonstrando o potencial de “conscientização”, que o movimento tem sobre o funcionamento do psiquismo. A influência das atividades físicas (de movimento amplo, coordenação grossa) são necessárias ao pensamento; e as possibilidades são… Read more »