Cobertura

Capoeira: origem, história, estilos e como ensinar na escola

Saiba mais sobre a capoeira, um dos maiores símbolos da cultura brasileira, e aprenda a levar este esporte para a sua escola

Poucos símbolos representam tanto o Brasil quanto a capoeira. Essa mistura de dança, luta, artes marciais e música carrega a cultura do nosso país para o mundo todo. Sendo assim, é importante que os professores de Educação Física incluam essa atividade no planejamento das aulas. Destacamos abaixo alguns aspectos básicos da capoeira. Para saber mais, clique aqui e baixe gratuitamente a nossa aula digital.

História da capoeira

Nem todo mundo sabe que a capoeira nasceu durante a época da escravidão no Brasil. Pesquisas indicam que entre 3 e 5 milhões de africanos foram trazidos para trabalhar à força, principalmente na agricultura, mineração ou com serviços domésticos. A capoeira era, nessa época, uma forma de luta e resistência dos escravos. Estes, proibidos de praticar qualquer tipo de luta pelos senhores de engenho, “disfarçavam” os movimentos de combate com música e dança, criando assim a capoeira.

Origem do termo

Por ser uma expressão cultural transmitida de forma oral por muitas gerações, não se sabe ao certo a origem do termo capoeira. Duas explicações são consideradas as mais prováveis.

A primeira remete ao idioma tupi. “Ka’a” significa mata e puêra significa o que foi. Os escravos que escapavam das propriedades rurais muitas vezes se escondiam em áreas de mata rasteira, de agricultura índigena.

A segunda explicação vem de um cesto chamado de capoeira no qual os escravos transportavam mercadorias para os centros comerciais da época. Alguns historiadores acreditam que, neste trajeto, os escravos praticavam a mistura de dança e luta, que terminou apelidada com o nome do cesto.

Proibição da capoeira

Em 11 de outubro de 1890, já após a Proclamação da República, decreta-se proibida a capoeira, sob pena de prisão de dois a seis meses para os praticantes, e o dobro para os líderes da atividade. Caso o capoeirista fosse estrangeiro, seria deportado depois de cumprida a pena. Os chamados “capoeiras” eram considerados marginais.

Apenas em 1935 a capoeira sai da ilegalidade, sendo considerada posteriormente parte da Educação Física e em seguida modalidade desportiva. Em 2014, a UNESCO reconheceu a capoeira como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

A importância da música

Qualquer pessoa que já tenha assistido a uma roda de capoeira sabe a importância e a força que a música possui. Normalmente, vem acompanhada de cantos (solos ou em coro), palmas e instrumentos. Os principais são o berimbau, pandeiros e atabaque. Veja aqui como construir um berimbau com material reciclado. É este instrumento que comanda o ritmo e o tipo de capoeira que será jogado.

A música pode ser composta por pequenas estrofes e refrões rápidos, ou ter longas narrativas lentas, conhecidas como ladainha. A temática é muito variada, e pode contar histórias de capoeiristas famosos, hábitos de antigos escravos, cotidiano de pessoas humildes no Brasil… Veja abaixo um exemplo com a letra da música.

Tipos de capoeira

Apesar de existirem muitos estilos de capoeira, são dois os mais conhecidos:

Capoeira Angola: estudos indicam que o nome vem do porto de Angola, principal ponto de embarque dos escravos africanos. Para os portugueses, todos os escravos trazidos da África eram chamados de angolanos. É uma estilo mais lento, com movimentos praticados perto do solo, muito sutis. O mestre mais famoso da capoeira angola é Pastinha, que em 1941 fundou o extinto Centro Esportivo de Capoeira Angola (CECA), no Largo do Pelourinho, em Salvador.

foto em preto e branco do mestre de capoeira pastinha com berimbau no primeiro plano

Capoeira Regional: este estilo foi criado pelo Mestre Bimba, originalmente com o nome “luta regional baiana”. A capoeira regional tem fortes elementos de artes marciais nos seus movimentos. É um jogo mais rápido, cheio de fundamentos próprios e ordens de aprendizado, a famosa “sequência de ensino”.

Veja um exemplo de sequência e uma imagem de Mestre Bimba abaixo.

imagens de movimentos de capoeira numerados

imagem de mestre bimba, referência da capoeira regional

Como ensinar na Educação Física

Existem muitas formas de ensinar a capoeira na aula de Educação Física. Em comum entre todas, está a importância de falar da história e cultura por trás deste esporte, além de garantir que os alunos façam os movimentos de forma segura.

O Impulsiona preparou um passo a passo com fotos e vídeos para ajudar os professores a introduzirem a capoeira no planejamento de aulas. No material, você também vai descobrir como construir um berimbau com materiais reciclados. Para fazer o download gratuito deste PDF, clique aqui.

Gostou da matéria ou já possui alguma experiência com a capoeira na sua escola? Deixe seu comentário abaixo!

13
Deixe um comentário

avatar
9 Todas os comentários
4 Todas as respostas
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Resposta com mais engajamento
  Inscrever-se  
Mais novos Mais antigos Mais votados
Notificação
Fluvio Cicero Santos
Membro
Fluvio Cicero Santos

Sou professor de Educação Física e professor de capoeira, quero deixar Meu contato para oferecer apoio pó ara as aulas de capoeira

Anatália Da silva
Visitante
Anatália Da silva

Muito bom o conteúdo,a importância da capoeira

Elizeu Leonardo
Membro
Elizeu Leonardo

Muito bom todo conteúdo.

Selma Muniz
Membro
Selma Muniz

Material maravilhoso

Quitéria Melo
Membro
Quitéria Melo

Por que nas universidades não se fala na arte da capoeira, eles valorizam outras lutas sendo que a capoeira é uma luta brasileira.

vilma
Visitante
vilma

sim, estamos com essa vivência neste bimestre na escola, como nos norteia o currículo Paulista, luta de ataque, mas é sempre bom lermos e saberemos maneiras diversificadas de fazer a mesma coisa.

Betania
Visitante
Betania

pq nao consigo baixar os artigos

Luiz Sergio Fernamdes Mestre Dynamite
Visitante
Luiz Sergio Fernamdes Mestre Dynamite

Só um Mestre de CAPOEIRA e habilitado para ensinar capoeira em escolas nunca um professor de educação física.

Mestre Lablak, professor de Educação Física e Psic
Visitante
Mestre Lablak, professor de Educação Física e Psic

A proposta não é ensinar a capoeira dentro dos seus fundamentos, mas proporcionar para os aluno uma vivencia de seu conteúdo histórico e cultural, vale o professor orientar seus alunos para que os mesmo que tiverem interesse em aprender a capoeira, procura pessoas habilitadas da área.

Adelma Barbosa de Lima
Membro
Adelma Barbosa de Lima

Na escola em que trabalho só vejo aulas práticas, não percebo um trabalho desenvolvido com conteúdos – a história da capoeira, todo seu contexto histórico.