Cobertura

Impulsionadoras da Educação Esportiva: conheça a história das professoras Tarcila e Tarcilene

As irmãs criaram página em rede social para inspirar outros professores e hoje já possuem quase 60 mil seguidores

Impulsiona Educação Esportiva trouxe para você uma seção especial, que destaca trabalhos inspiradores realizados por Impulsionadores Esportivos. Conheça a seguir a história das professoras Tarcila e Tarcilene:

Quando as professoras (e irmãs gêmeas) Tarcila e Tarcilene Idalgo montaram a página do Facebook Educação Física Escolar, elas não imaginavam que a iniciativa renderia tantas boas partilhas. Com o propósito de compartilhar experiências e disseminar boas práticas, as irmãs construíram a página há um ano e, hoje, já tem quase 60 mil seguidores do Brasil e até do exterior.

“Como eu trabalho sozinha na minha cidade, não tinha como compartilhar boas práticas com outros professores. A Tarcila tinha esse espaço onde ela trabalhava e costumava compartilhar comigo brincadeiras e jogos que me inspiravam. Foi assim que surgiu a ideia de disseminar essas boas práticas nas redes sociais para que outros professores também tivessem conhecimento. Nós não imaginávamos que iria atingir este número de pessoas”, comentou a professora Tarcilene, que leciona há 8 anos na cidade de Franca (SP).

A prática esportiva dentro da escola acaba por valorizar apenas quatro modalidades: futebol, basquete, handebol e vôlei. Ao sentir que os alunos estavam cansados de atividades mais técnicas, as professoras começaram a criar atividades lúdicas, utilizando o conceito da brincadeira para trabalhar competências e valores. “Além disso, também ensinamos a prática de novos esportes. Por exemplo, já trabalhei com os alunos um jogo com bola de pano que mostrava o conceito do esporte hóquei”, contou Tarcilene.

Ao estimular a prática esportiva por meio da ludicidade, a professora Tarcila, que leciona há 7 anos, percebeu uma grande oportunidade de valorizar a educação esportiva dentro da escola. “Uma aula de basquete não é só uma aula de basquete. Ela trabalha com o desenvolvimento do aluno de várias formas. A criança, assim, aprende brincando. São feitas as adaptações necessárias para isso. Então, é algo pensado para que o aluno se desafie, pense de forma diferente”, explicou.

O que as duas irmãs fazem vai de encontro com o programa Impulsiona Educação Esportiva, do Instituto Península, que trabalha as competências socioemocionais por meio da educação esportiva. Inspire-se na história das professoras e torne-se você também um impulsionador na sua escola! “É muito enriquecedor fazer algo que pode ser disseminado e compartilhado com outras pessoas. Isso dá fôlego para continuar acreditando no meu trabalho”, finalizou Tarcila.

Deixe seu comentário

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *