Cobertura

Conheça os esportes mais curiosos do mundo

Cabo de guerra de barcos, futebol de sopro, luta de cadeiras de escritório e mais esportes curiosos do mundo todo

Você acha o curling (aquela modalidade de inverno que parece que os atletas estão varrendo o gelo) estranho? Pois acredite: existem esportes muito mais curiosos por aí! De jogo de futebol de sopro até cabo de guerra de barcos, separamos 10 das atividades mais inusitadas disputados pelo mundo. Confira:

Corfebol

Pense em um jogo de basquete, mas com uma cesta sem tabela, sem poder quicar a bola e sem nenhum tipo de contato físico. Parece impossível? Pois essas são algumas regras do corfebol, um esporte que foi criado por um professor de educação física na Holanda para estimular a cooperação e a estratégia entre os participantes. O jogo, aliás, é totalmente inclusivo: os times são mistos, compostos por homens e mulheres, e existem algumas regras para garantir que nenhum tipo físico “leve a melhor”. 

Quem recebe a bola, por exemplo, não pode correr ou andar com ela – precisa passar ou lançar para a cesta. Homens só podem marcar outros homens, e mulheres idem. Falando em marcação, ela não pode ser feita “fisicamente”, empurrando, tocando ou roubando a bola. O objetivo é passar a bola coletivamente até a sua cesta para marcar o ponto. A partida dura uma hora e ganha quem tiver feito mais pontos!

Polish Dragon Boat Racing

Esse esporte polonês, que viralizou na internet em 2015, não tem uma tradução exata para o português, mas funciona basicamente como um cabo de guerra – só que na água, em um barco dragão. O objetivo é que os participantes (podem ser 6 ou 8) remem para empurrar o lado e a equipe oposta do barco até atravessarem uma linha. Haja braço para esse “cabo de remo”! 

Fierljeppen

À primeira vista, o fierljeppen pode parecer uma derivação do salto com vara, mas na verdade foi ele quem deu origem ao esporte. A atividade surgiu na Frísia, nos Países Baixos, onde existiam muitos canais e áreas alagadas. Para não precisar andar diversos quilômetros para contornar esses espaços, a população andava com lanças de madeira para saltar e atravessar os canais. Não demorou muito para que o transporte se transformasse em um esporte.

O fierljeppen significa, literalmente, “saltando longe”, e combina corrida, escalada e salto à distância. O objetivo é atravessar um canal de 12m e aterrissar o mais distante possível da margem. Para isso, os atletas precisam saltar e escalar a vara, impulsionando o corpo para alcançar o lado oposto.

Justa de cadeiras de escritório

Na Idade Média, a justa era um esporte muito popular. Consistia em tentar, montado em um cavalo, derrubar o seu oponente com lanças, espadas ou machados. Por motivos óbvios, a atividade não existe mais – mas não é por isso que ela não pode ser adaptada! Hoje, existe a justa com cadeiras de escritório, que usa basicamente a mesma premissa: os participantes devem ser empurrados por outros em direção aos oponentes em cadeiras com rodinhas, e tentar derrubá-los com o impacto. Tem quem leve a brincadeira bem a sério e use até uma armadura e uma lança improvisada 😂 A origem da competição é incerta, mas a gente aposta que ela foi criada por trabalhadores com bastante tempo livre!

Mas-Wrestling

O Mas-Wrestling tem origem russa e tem regras simples, mas exige bastante força muscular (principalmente nos braços e ombros!). Dois atletas ficam sentados, um de frente para o outro, separados por uma placa onde apoiam os pés. Ambos seguram um bastão de madeira, e o objetivo é “puxar” o adversário para o seu lado. O esporte é uma das modalidades do World Nomad Games, uma “Olímpiada” dos povos nômades que também tem competições um tanto quanto curiosas, como falcoaria (caça com aves de rapina) e luta livre a cavalo.

 

Futebol de cabeça

Essa competição é daquelas ideais para jogar com os amigos no fim de semana – e garantir boas risadas! Funciona, basicamente, como o futebol convencional, com a diferença de que os jogadores terão um campo na altura do pescoço, deixando só a cabeça de fora! Para fazer o gol, os participantes precisam assoprar a bola até o goleiro adversário. Haja pulmão!

Death Diving

Pelo nome, já dá pra perceber o quanto esse esporte é radical: em português, ele significa algo como “salto da morte”. A atividade surgiu na Noruega, quando jovens começaram a “incrementar” os saltos ornamentais com acrobacias. Ela consiste em saltar em uma piscina de uma plataforma de 10 metros, e tem duas categorias: a clássica, onde o participante precisa segurar seus braços e pernas em formato de X o máximo de tempo possível até bater na água, e a freestyle, onde os competidores devem fazer diversas acrobacias. Barrigadas são garantidas!

Sepak Takraw

O sepak takraw é um esporte muito comum no sudeste da Ásia, e é uma combinação entre vôlei e futebol, mais ou menos como o nosso futevôlei. Os jogadores devem passar a bola por cima da rede depois de no máximo três toques – mas nenhum deles pode ser dado com as mãos ou braços. Por isso, os atletas de sepak takraw são bastante flexíveis com as pernas. É quase um futevôlei marcial! 

Ejupta

Esse jogo foi criado por tribos indígenas de Lotha, na Índia, e remete a uma “briga de galo”: os participantes se organizam em um círculo, e o objetivo é pular segurando uma das pernas para derrubar os oponentes com os ombros (ou para tirá-los da área do círculo)! Parece tão divertido quanto cansativo 😂

Spikeball

Mais uma modalidade que lembra o vôlei com dificuldades extras! O spikeball foi criado nos anos 80 por um inventor de brinquedos, mas o equipamento para o jogo ficou ultrapassado e perdeu sua popularidade. Isso até um norte-americano resgatar a atividade durante suas férias com os amigos e despertar a curiosidade de quem o via jogando na praia. Ele resolveu investir no negócio (e inclusive apareceu no Shark Tank, programa da ABC onde empreendedores negociam com grandes investidores) e pronto! Spikeball de volta ao jogo!

As regras são as seguintes: duas duplas jogam uma contra a outra, com o objetivo de fazer a bola bater na rede e cair no chão de maneira que a outra dupla não consiga defender. Cada dupla tem até três toques para devolver a bola na rede, e não existe espaço delimitado para os participantes, que podem se mover em qualquer direção! Se você curtiu e quer saber mais, a Spikeball já tem seus representantes oficiais no Brasil: https://spikeballbrasil.com.br/.

Já ouviu falar de mais algum esporte diferente? Comenta aqui!

30
Deixe um comentário

avatar
28 Todas os comentários
2 Todas as respostas
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Resposta com mais engajamento
  Inscrever-se  
Mais novos Mais antigos Mais votados
Notificação
Heron
Visitante
Heron

Conheço o Lacrosse, que é um dos esportes mais inusitados do mundo. Se não me engano, de origem canadense.

Cléo
Visitante
Cléo

Muito interessante, espero em breve trabalhar o corfebol

SÉRGIO DOS SANTOS DUARTE Duarte
Membro
SÉRGIO DOS SANTOS DUARTE Duarte

È o mesmo que strike 360

ÁILA DA SILVA MOREIRA
Membro
ÁILA DA SILVA MOREIRA

Ai que incríveis!

Antonia Maria Rodrigues Loiola
Visitante
Antonia Maria Rodrigues Loiola

TOP, MUITO BACANA, QUERIA FAZER TODOS COM OS MEUS ALUNOS, PENA QUE NÃO TEREMOS AULAS PRESENCIAIS POR ENQUANTO, NEM PARA JOGAR QUEIMADA.
O IMPULSIONA SEMPRE SURPREENDENDO.

Ronaldo Heidrich
Visitante
Ronaldo Heidrich

Adorei, da vontade de fazer tudo kkkkkkk Gostei e muito >>>>> Grato Ronaldo Heidrich

Luiz Fernando da Cruz
Visitante
Luiz Fernando da Cruz

Muito bom. Bem diferente de tudo.

Noemi
Visitante
Noemi

Muito show essa matéria

Adilson Pinheiro
Visitante
Adilson Pinheiro

Super interessante! Dentre todos os jogos apresentados, o único que eu conheço e inclusive trabalho com os meus alunos, é o corfebol. Parabéns pela matéria.

Lucimere Rodrigues Dias
Visitante
Lucimere Rodrigues Dias

Parabéns pela matéria, essas curiosidades nos faz motivar em realizar e criar adaptação.

Maria Zelia
Visitante
Maria Zelia

Excelente

Soraia
Visitante
Soraia

Agradeço pelo compartilhamento, o esporte é um mundo de adaptações e estratégias. Ninguém fica de fora.

renatojmachadoo@gmail.com
Visitante
renatojmachadoo@gmail.com

Dez demais, fico muito feliz de saber destas variedades de esportes. Nos incentiva a criar também novos esportes e sem dúvida os alunos vão amar.

José Cláudio
Visitante
José Cláudio

Excelente matéria! Parabéns! Existe um jogo muito interessante, chamado punha-nos. Mistura de voleibol com queimado

José Cláudio
Visitante
José Cláudio

Corrigindo, o jogo se chama punhobol

Aline Holanda do Carmo
Visitante
Aline Holanda do Carmo

Como o mundo do esporte é grande!
Fico muito agradecida pela atenção e dedicação do impulsiona. Garanto que os alunos vão se divertir conhecendo esses esportes. Eu só conhecia 3 dessas modalidades.

guttemberg tavares
Membro
guttemberg tavares

fantástico esses asiáticos são feito de mola nas pernas.

Dione
Visitante
Dione

Adorei!!!

Guilherme Pimenta
Visitante
Guilherme Pimenta

Ótimo, parabéns. De repente tentar na escola, vai ser legal.

Joelma Aparecida
Visitante
Joelma Aparecida

Muito interessante esses esportes. É uma possibilidade de mostrar outras formas de se movimentar para os alunos.

Sandra Mara Mayer
Visitante
Sandra Mara Mayer

Parabéns !!Aei

Weliton de Freitas Silva
Visitante
Weliton de Freitas Silva

Parabéns pela matéria tão inusitada.

Vocês são demais. Bom trabalho por aí.

Eduardo Dutra
Visitante
Eduardo Dutra

Conheço vários, Tapembol, Sorvebol, Zbol, Futsac e Manbol… Esportes Alternativos brasileiros! Seria muito interessante colocá-los no Impulsiona… Me coloco a disposição. (21) 97587-4675

Lucileide Assis Ferreira Charruff
Visitante
Lucileide Assis Ferreira Charruff

Nossa, quanta criatividade. Alguns achei interessantes, outros nem tanto, mas tudo é válido para despertar o interesse e motivação dos alunos, ainda mais os competitivos.

Valrilene
Visitante
Valrilene

Bem diferentes, mas interessantes!!! Realmente muitos podem ser adaptados nas aulas de Educação Física.

Guilherme Barbosa
Visitante
Guilherme Barbosa

Genial, gostei!!!

leonardo almeida
Visitante
leonardo almeida

Que top!!! Dá para criar muita atividade encima destas ideias! Valeu!

Clarissa Kato
Visitante
Clarissa Kato

Muito interessante e curioso esses jogos!! Além de incrementar minha criatividade, dá para adaptar vários para as aulas. Muito obrigada!!!

ANDREA ARIANI
Visitante
ANDREA ARIANI

Que genial!! Não conhecia nenhum desses, haha. Mas tem vários que não estão nessa lista, tipo o carregamento de esposas, rs.

Edvaldo Neto de Souza
Visitante
Edvaldo Neto de Souza

O grande barato do esporte é se movimentar.