Cobertura

7 atitudes que inibem o desenvolvimento do protagonismo juvenil

Confira sete posturas assumidas ao trabalhar com jovens que podem prejudicar o desenvolvimento do protagonismo juvenil

Quando um jovem se envolve na solução de problema reais, atuando como fonte de iniciativa, liberdade e compromisso, temos diante de nós um quadro de participação genuína no contexto escolar. É esse tipo de atitude que chamamos de protagonismo juvenil.

A palavra protagonismo é formada por duas raízes gregas: proto, que significa “o primeiro, o principal”; agon, que significa “luta”. Agonistes, por sua vez, significa “lutador”. Protagonista é o mesmo que lutador principal, personagem principal ou ator principal.

Um dos caminhos para estimular o protagonismo nas escolas é entender os adolescentes e analisar as formas de agir em relação a eles. O jovem deve ser visto como solução e não como problema. É imprescindível que a participação do adolescente seja de fato autêntica e não simbólica ou manipulada.

Essas, na verdade, são formas de não-participação e podem causar danos ao desenvolvimento pessoal e social, além de minar a possibilidade de um convívio autêntico entre os alunos e seus educadores.

O educador não deve limitar-se à docência. Mais do que ministrar aulas, deve atuar como líder, organizador, animador, facilitador, criador e co-criador de acontecimentos por meio dos quais o educando possa desenvolver uma ação de protagonismo na escola. Além de um compromisso ético, a opção pelo desenvolvimento de propostas baseadas no protagonismo juvenil demanda do educador uma clara vontade política no sentido de contribuir para a construção de uma sociedade que respeite a cidadania e aumente os níveis de participação democrática. Para que isso ocorra, o professor deve evitar posturas que inibam a participação plena dos jovens.

Confira sete posturas assumidas ao trabalhar com jovens que podem prejudicar o desenvolvimento do protagonismo juvenil:

  • Anunciar decisões já tomadas, reservando aos jovens apenas o dever de acatar;
  • Decidir previamente e depois tentar convencer o grupo a assumir a decisão tomada pelo educador, como se fora sua própria decisão;
  • Apresentar uma proposta de decisão e convocar o grupo para discuti-la;
  • O professor apresenta o problema, colhe sugestão dos jovens e depois decide;
  • O educador apresenta o problema, colhe sugestões e decide com o auxílio do grupo;
  • O professor estabelece os limites de determinada situação e solicita aos adolescentes que tomem decisões dentro desses limites;
  • Deixar a decisão a cargo do grupo, sem interferir no processo que a originou.

Agora que você já viu o que não se deve fazer ao estimular o protagonismo juvenil, que tal desenvolver um projeto com os alunos da sua escola?

E quer saber a melhor parte?  O Impulsiona Educação Esportiva pode te ajudar nisso. No Curso Orientador de Alunos Líderes auxiliamos educadores a usar o esporte como ferramenta para estimular a liderança dos jovens. Com nosso conteúdo você fica por dentro de atividades que vão instigar as crianças nas aulas e pode mudar a realidade de muitas delas.

Deixe seu comentário

6 comentários

Deixe uma resposta para Elizabete Marques Coelho Fiuza Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Avatar OLINDA SOUZA disse:

    Segundo Jonhon Locke o homem é uma folha de papel em branco que constroem seus conhecimentos ao longo de seu aprendizado..

    1. Avatar Impulsiona disse:

      Que bonito, Olinda! Obrigado pela inspiração \o\

  2. Avatar ANA CAROLINE BARROS DE ABREU disse:

    Muito bom

  3. Avatar Saulo Carvalho Silva disse:

    Sobre limites.
    “O professor estabelece os limites de determinada situação e solicita aos adolescentes que tomem decisões dentro desses limites”.

    Permita-me…
    Seria, o professor identificar as limitações dos alunos e descobrir formas para vencer as limitações identificadas?

  4. Avatar Francisco Daniel de Lima disse:

    Excelente esse curso em breve gostaria de fazê-lo , pois será importante na nossa docência e para os nossos educandos. Ótima iniciativa parabéns Impulsiona.

  5. Avatar Elizabete Marques Coelho Fiuza disse:

    Excelente iniciativa, isso é algo que de fato ensina pra vida.