Cobertura

Inspire-se com professores que usam o esporte como estratégia educacional

Carla Nogueira e Arssuele José estão implementando seus projetos diariamente nas suas escolas e usando o esporte como estratégia de aprendizagem

professores-esporte-como-estratégica-educacional

Projetos como da professora de educação física Carla Nogueira são inspiradores e usam o esporte como estratégia. Especializada há 8 anos em educação esportiva para pessoas com deficiência, ela desenvolveu no município de Eusébio, no Ceará, um festival de atletismo para unir a comunidade e as crianças com deficiência. Mais de 80 jovens participaram da inciativa e movimentaram a cidade. A ideia surgiu depois que Carla fez os cursos do Impulsiona e juntou toda sua experiência na área com algumas dicas para colocar em prática seu conhecimento.

“O objetivo, além de proporcionar lazer para as crianças, é envolver os professores de educação física e a comunidade. A partir desse projeto que desenvolvemos no município nós queremos potencializar as habilidades dessas pessoas com deficiência. O intuito não é de rendimento, mas quando há alguém que se destaca nós inscrevemos e incentivamos para que participe de competições. Queremos fazer com que a comunidade perceba essa potencialização da pessoa com deficiência. E temos um objetivo além, que é juntar pessoas com e sem deficiência nos mesmos lugares, participando das atividades juntos com as devidas adaptações. ”

professores-esporte-como-estratégica-educacional-inclusão

Formada há 10 em Educação Física, Carla fundou o Núcleo de Esportes, Cultura e Lazer para pessoa com deficiência de Eusébio. O local atende atualmente cerca de 178 pessoas com deficiência deste a estimulação precoce até a fase adulta. Segundo a professora, o núcleo também é referência para jovens de outras cidades próximas e tem 62 paratletas nas modalidades de atletismo, vôlei de praia, futsal para surdos e deficiência intelectual e stand up paddle e canoagem.

De acordo com Carla, muitos alunos não participavam da Educação Física por falta de conhecimento e por achar que não estava dentro das suas habilidades, mas com o desenvolvimento do projeto, esse contexto está mudando. Ela contou que os professores estão se preocupando em incluir todos os alunos na educação esportiva escolar e dentro de todas as modalidades propostas no núcleo. O crescimento foi tão significativo, que Carla e outros educadores estão buscando parcerias porque o espaço para as atividades do núcleo precisa ser maior.

+ Clique e Inscreva-se para o Prêmio Professores do Brasil 2018

“Quando iniciamos o trabalho era algo de dentro da instituição para fora. Hoje em dia o que percebemos é que os pais estão vindo buscar a gente. A comunidade vem procurar para entender como é feito o trabalho. Passamos dois meses fazendo a parte de conscientização da comunidade e motivação dos pais para o festival de atletismo. Falamos da importância da atividade física no contexto das crianças. Percebemos que a resposta é muito positiva dos alunos também, com e sem deficiência. ”

A importância da prática de diferentes modalidades esportivas

O professor Arssuele José Dias, mais conhecido como Suel, também entende a importância de um cardápio esportivo diversificado e que estimule a inclusão da criançada. Ele trabalha há 10 anos com Educação Física Escolar e dá aulas na Escola Estadual Vereador Euclides Miranda, em Sumaré, São Paulo. Com intuito de melhorar o trabalho na quadra, ele fez alguns cursos no Impulsiona e se incrementou os circuitos de ginástica que pratica com seus alunos de Ensino Médio.

“98% dos alunos se sentem muito motivados quando tem algo diferente, quando você sai daquilo que é tradicional. Por exemplo, o futebol e o vôlei. Se você der uma aula de futebol, você inclui apenas 50% dos alunos porque não elimino só as meninas. Em uma aula de vôlei, você exclui 30% dos alunos, quando você dá uma aula de ginástica você tem participação de 98% ou uma aula de esgrima, também inclui 98%. E eles sempre estão querendo mais coisas diferentes. ”

professores-esporte-como-estratégica-educacional-ginástica

Carla e Suel estão implementando seus projetos diariamente nas suas escolas e usando o esporte como estratégia de aprendizagem. O Prêmio Professores do Brasil 2018 possui uma categoria dedicada aos professores de educação física e vai premiar até cinco educadores com um vale de R$ 5.000,00 e uma visita ao Núcleo de Alto Rendimento de São Paulo, custeada pelo Impulsiona. Se você também tem um projeto como esse faça já sua inscrição, se não, está na hora de fazer nossos cursos e botar em prática o conhecimento adquirido.

Deixe seu comentário

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *