Cobertura

4 formas de resolver falta de atenção em sala de aula

A falta de atenção em sala de aula prejudica não só a aprendizagem do aluno, como também a saúde do professor

Trabalhar em uma sala de aula em que a maior parte dos alunos não está prestando atenção é um dos grandes desafios dos professores desde sempre. A falta de atenção em sala de aula prejudica não só a aprendizagem do aluno, como também a saúde do professor, que se vê obrigado a lidar com uma situação nada confortável.

Claro que a falta de atenção em casos mais graves deve ser tratada como transtornos psicológicos. Porém, é preciso saber diferenciar um déficit de atenção de grau leve e outro mais complexo. A escola pode contar com ajuda de médicos especializados para conseguir discernir o grau de falta de atenção.

Para os casos que não são patológicos, há formas de cuidar da falta de atenção com atitudes simples. Confira!

Praticar esportes

Ao praticar exercícios físicos, a criança libera em seu organismo as substâncias dopamina e noradrenalina, que auxiliam na concentração. Segundo pesquisas da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), é muito importante que os alunos tenham contato com práticas esportivas desde pequenos para que liberem essas substâncias benéficas para a atenção em sala de aula.

Debater em sala de aula

De acordo com o Instituto NeuroSaber, outra forma de prender a atenção do aluno é o professor estimulá-lo ao debate. Os jovens gostam de demonstrar sua opinião e se sentem importantes quando são levados a sério pelo educador. Por isso, criar ambientes em que os alunos treinem o debate prende a atenção e melhora a absorção do conteúdo em sala de aula.

Tirar um tempo da aula para estimular a criatividade

Já ouviu falar em ginástica cerebral? Nada mais é que criar atividades mais lúdicas para seus alunos para que eles possam desenvolver a criatividade e, consequentemente, se concentrar mais em sala de aula. Segundo o Instituto Paulista de Déficit de Atenção, há determinados tipos de ginástica cerebral para cada grau de falta de atenção, mas para isso é sempre necessário um acompanhamento médico.

Planejar atividades prazerosas

Quem disse que aprender tem que ser difícil e chato? Planejar aulas que despertem a atenção do aluno não é difícil. Para conseguir, o professor pode utilizar recursos como a internet, redes sociais, games, etc. Uma dica preciosa é levar os alunos para aprender fora da sala de aula. Aulas práticas, como ensinar física com esporte, podem deixar os alunos muito mais atenciosos e fazer com que eles aprendam com muito mais qualidade.

Todas estas dicas precisam, antes de tudo, estarem bem alinhadas às práticas pedagógicas da escola. Para isso, é importante que os professores contem com a ajuda do coordenador pedagógico, que irá enxergar de forma horizontal todas as alternativas propostas.

O Impulsiona Educação Esportiva acredita que o coordenador pedagógico pode trazer um novo olhar para as aulas e conseguir integrar e alinhar todas as disciplinas. Se você tem interesse em saber melhor como fazer isso, clique aqui.

Deixe seu comentário

1 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Avatar Joao Ribeiro disse:

    excelente