Cobertura

Educação Física contribui para desempenho da escola no IDEB

Pesquisa mostra relação entre atividade física e desempenho acadêmico dos alunos

Se engana quem pensa que a Educação Física só ajuda a cuidar da saúde física dos alunos. Conforme aponta pesquisa desenvolvida pelo Instituto Península, a oferta de práticas esportivas contribui significativamente para o desempenho acadêmico dos alunos e menores índices de reprovação e abandono escolar.

Quanto maior a oportunidade e melhor a estrutura disponível para a prática de atividades físicas e esportivas, melhor é a performance da escola no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Esse foi o resultado da pesquisa “Escola, Movimento e Esporte: Cenário de Desenvolvimento Humano Integral”, feita pelo Instituto Península, organização social que atua nas áreas de Educação e Esporte para aprimorar a formação de professores, em parceria com a Plano Cde, consultoria especializada em pesquisa e avaliação de impacto, que mapeou práticas de educação esportiva em escolas públicas de todo o Brasil.

Como a pesquisa aconteceu

Com o objetivo de entender como as atividades físicas contribuem para o desenvolvimento integral e aprendizagem dos estudantes, o estudo realizou uma pesquisa quantitativa distribuída e aplicada através de questionário online a 7500 profissionais da educação, incluindo diretores, professores e coordenadores, contemplando desde a Educação Infantil até o Ensino Médio.

Além disso, a pesquisa se preocupou em entender se há relação estatisticamente relevante entre uma maior e melhor oferta de educação esportiva e resultados educacionais das escolas. Para isso, foram usadas três variáveis: o número de modalidades oferecidas pela escola, o número de itens de infraestrutura esportiva existentes na escola e a qualidade dos itens de infraestrutura; Para entender os resultados educacionais da prática esportiva, foram usados o IDEB, taxa de reprovação e taxa de abandono.

Escola como espaço de desenvolvimento integral dos alunos

De modo geral, com base nas três variáveis da pesquisa e nos resultados apresentados, em média, se compararmos duas escolas da mesma localidade, da mesma rede de ensino e com o mesmo perfil de alunos, aquela com maior e melhor oferta esportiva terá maior IDEB, menor reprovação e menor abandono escolar. Ou seja, as escolas que acolhem a criança de corpo inteiro, dando vazão e promovendo sua corporeidade em práticas de atividade física e esportiva, são as que mais têm a ganhar como espaços de promoção do desenvolvimento integral de seus alunos.

Para acessar a pesquisa completa, clique aqui.

E aí, você também acredita que o esporte ajuda no desempenho acadêmico? Comente!!

14
Deixe um comentário

avatar
14 Todas os comentários
0 Todas as respostas
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Resposta com mais engajamento
  Inscrever-se  
Mais novos Mais antigos Mais votados
Notificação
Profº João Batista
Visitante
Profº João Batista

Tudo isso é sabido e desenvolvido por nós profissionais comprometidos com a Educação Física escolar para o desenvolvimento, Bio, Psico , Social do educando, agora o difícil é o Profissional com uma ou duas sessões semanais de Educação Física fazer “milagres” nos semestres.
Esse é o tema que deveríamos discutir a nível nacional, em congressos, bem como pelo CONFEF , e CREFs de todo o Brasil.

Elizabeth de Castro Silva
Visitante
Elizabeth de Castro Silva

Acredito que a prática de atividades físicas e esportivas, ajudam tanto no aspecto de desenvolvimento motor, como também na interação social, na importância do trabalho coletivo e cooperação, na aprendizagem do ganhar e do perder, valorizando a resiliência, no desafio e superação individual, na manutenção do foco, da disciplina, nas tomadas de decisões, etc…

Mônica
Visitante
Mônica

Com certeza a Educação Física também influencia no cognitivo também, aumentando a concentração e a disposição dos alunos para aprender, e ainda pode aprender brincando em todas as disciplinas e não esqueceram jamais o conteúdo .

Márvio Chedid
Visitante
Márvio Chedid

Importante estudo e importante constatação. Uma disciplina tão jogada de lado assim como a educação no Brasil, vai se revelando aos poucos, a duras penas, por bravos professores e pesquisadores. Enaltecedores dos verdadeiros benefícios à alunos necessitados de acolhida, amparo, atenção, motivação, sociabilização, saúde, escuta ativa, que são verdadeiros gatilhos disparadores para um bom desempenho cognitivo . Parabéns!

Reinaldo Carinhanha
Visitante
Reinaldo Carinhanha

Perfeito , o aluno precisa ser estimulado de forma global e não de forma limitada dando ênfase somente ao cognitivo.

Luenes Kelly Cabral
Visitante
Luenes Kelly Cabral

Será que a pesquisa considerou que no caso de escolas que possuem maior e melhor oferta de educação esportiva também possuem maior e melhor oferta de educação nas outras áreas do conhecimento, como laboratórios (química, biologia, informática), bibliotecas e outros itens que melhoram a aprendizagem do aluno?

Edson Viana Dias
Visitante
Edson Viana Dias

Ótimo estudo muito bom … isso nós motiva a trabalhar mais ainda o esporte dentro de nossas escolas…. Parabéns pelo trabalho.

Antonio Carlos Fernandes de Souza
Visitante
Antonio Carlos Fernandes de Souza

A prática esportiva na escola, contribui para o senso de pertencimento e de gostar da escola, ajudando nos processos de aprendizagem.

Roseli Andrade
Visitante
Roseli Andrade

Sim ,acredito sou professora de Educação Física e vejo o quanto é importante a atividade física para os alunos.

Luciana
Visitante
Luciana

Acredito sim, o esporte sendo ele jogos recreativos ou não, está sempre ajudando o aluno em seu desenvolvimento em geral.

Fagner Rodrigues da Silva
Visitante
Fagner Rodrigues da Silva

Olá, tudo bem?
Me chamo Fagner e sou professor de educação física na educação básica, acredito sim que a prática de atividade física nas aulas colabora, e muito, para um rendimento maior dos alunos em outras disciplinas.

Maria Alcilene
Visitante
Maria Alcilene

Boa tarde!
Com certeza, a Educação Física é de suma importância para o desenvolvimento do estudante. O aluno ativa áreas do cérebro responsáveis pela aprendizagem, além da interação com os outros envolvidos.

KATIA DO SOCORRO LEITE DA SILVA
Visitante
KATIA DO SOCORRO LEITE DA SILVA

Ajuda tanto o físico como mentalmente.

Antonia Rejane Cardoso Paiva
Visitante
Antonia Rejane Cardoso Paiva

Gostei muito da matéria, minha escola trabalha com duas aulas semanais sendo uma teórica, isso tira do aluno o direito de participação e desenvolvimento corporal e de outras habilidades motoras e cognitivas, não dou contra a teoria mas a obrigatoriedade de ser usada apenas em sala de aula, nossos gestores precisam abrir a mente.